Beauty

Você quer ser espectador ou transformador?

Discutindo um pouco mais sobre o comportamento humano,
há uma pergunta que sempre me vem à cabeça, quando ando pelas ruas e
começo a observar ao meu redor: Por que somos tão diferentes, na maneira de ver o mundo?

Tudo bem.. descartando alguns episódios de vida, oscilações hormonais e estados de humor,
nós estamos sempre fazendo escolhas.
E sobre como no geral queremos ver a vida, nada mais é que uma escolha – bem importante, diga-se de passagem.

Ana-62

Ana-65 cópia

Essencialmente, por que um dia chuvoso é relaxante e agradável para uns,
e o fim dos tempos para outros?  Por que um copo está sempre meio cheio para aqueles
que vêem o mundo com positividade, e em contrapartida, está sempre meio vazio para outros?

Sim! A Psicologia vai estudar caso a caso para compreender o que faz
daquele sujeito um ser otimista ou pessimista.

Mas no final das contas, mesmo aquele que tenha “os maiores dos motivos” para se tornar um ser pessimista,
ainda assim, tem a escolha de usar suas experiências como ferramentas de batalha,
e tornar-se uma pessoa otimista e de bem com a vida – e o mundo.

Ana-63 cópia
|| look Dimy Oficial || ph Lumdilla Quintanilha

A verdade é que praticar pensamentos positivos,
nos ajuda muito a tornar este um padrão de funcionamento do nosso cérebro.

E para isso, vão algumas dicas do que nos torna mais feliz e de bem com a vida:
“o presente e o passado não estão sob seu controle, viva o presente.
pare de se queixar, lamentações não resolvem seu problema.
tire um momento do dia para você: relaxe, medita, ore…
elogie as pessoas, as relações tornam-se mais leves.
agradeça sempre pelo que já conquistou.”

A prática diária de algumas atitudes simples, transformam uma vida por completa.
E aí: “Você prefere ser um espectador ou um transformador?”

WLFB
________________________
Ana Biesdorf está entre os 100 blogs brasileiros eleitos pelo WLFB.
Gostou? Vote aqui!